Entenda como é composta a parcela mensal dos empréstimos na Prevdata

13/08/2021

Pensando em pedir um empréstimo à Prevdata? Então fique ciente da composição da parcela mensal que você pagará.

Ela é composta de amortização (que reduz o saldo) e de juros mensais, calculados pela Tabela Price mais a atualização monetária pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) apurado no mês anterior. As taxas de juros atuais são de 0,45% (até 12 meses), 0,50% (13 a 36) e 0,54% (a partir de 37 meses) ao mês.

Essas taxas são muito mais baixas do que aquelas praticadas por bancos e seguradoras, e esta é mais uma vantagem de contar com a previdência complementar de uma entidade fechada sem fins lucrativos!

E os encargos da concessão?

Os empréstimos sofrem a incidência da taxa do Fundo de Liquidação — calculada com base na idade e prazo — que serve para cobertura do saldo devedor em caso de falecimento, de forma a não transferir a dívida aos seus beneficiários. Além dela, há ainda a taxa de 0,55% para custear as despesas administrativas da gestão da carteira de empréstimo, bem como a cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), repassado à Receita Federal.

Estes e outros esclarecimentos estão presentes nas Instruções Prevdata nº 161/2019 e nº 166/2020, que definem as normas para concessão e operacionalização de empréstimos e que estão disponíveis aqui para a sua consulta.

A Prevdata tem o compromisso de oferecer empréstimos com as taxas mais baixas possíveis aos seus participantes, mas que permitam cumprir as obrigações atuariais dos planos.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a composição da parcela do seu empréstimo, não hesite em nos consultar pelo Fale Conosco.